Animated loader dots14ComingSoonAnimated loader dots
Paper Roll

Papel e celulose

Gases, equipamentos e experiência para todas as fases da produção de celulose e papel

Gases industriais como oxigênio, nitrogênio e dióxido de carbono são usados em uma variedade de operações em todo o processo de produção de celulose e papel, desde deslignificação e recuperação química até a inertização, controle de pH e tratamento de águas residuais. Esses gases oferecem uma gama de benefícios, incluindo redução de custos operacionais e emissões, minimização do consumo de produtos químicos, controle de odores, aumento de produtividade e economia de combustível. A Air Products tem a experiência necessária para implementar esses gases de forma eficiente para fornecer a combinação ideal de benefícios e economia de custos.

ap0028-oxygen2
Deslignificação de oxigênio

A deslignificação com oxigênio é uma tecnologia comprovada amplamente utilizada para remover de 40 a 50% da lignina residual na polpa não branqueada. O uso de oxigênio reduz os custos operacionais, reduzindo a quantidade de produtos químicos de branqueamento necessários no processamento subsequente, visando as moléculas de lignina facilmente oxidadas. O oxigênio também serve para reduzir a emissão de subprodutos clorados e diminui a carga orgânica e a toxicidade das águas residuais resultantes. Além disso, pode ser usado na deslignificação estendida com oxigênio (EOD) para aumentar a eficiência das linhas de fibra.

ap0028-oxygen2
​Extração alcalina oxidativa

A introdução de oxigênio na extração alcalina é um método comprovado usado para o branqueamento kraft. O oxigênio, adicionado durante a etapa de extração alcalina, serve para remover a lignina residual adicional, aumenta o brilho e economiza produtos químicos de branqueamento, reduzindo o impacto ambiental.

ap0028-oxygen2
Produção de ozônio

O ozônio é gerado a partir da descarga elétrica em um fluxo de gás oxigênio. É instável à temperatura ambiente e deve ser gerado a partir do oxigênio no local. O uso de ozônio proporciona deslignificação eficiente com consumo reduzido de produtos químicos de branqueamento e carga de efluente.

ap0028-oxygen2
Oxidação de álcoois brancos (WLO)

O processo de oxidação do álcool branco usa oxigênio para oxidar sulfeto de sódio e sulfato de sódio. O calor gerado durante esse processo exotérmico pode ser recuperado. O processo produz uma fonte alcalina econômica usada em processos de branqueamento e desliginificação e ajuda a reduzir as compras de cáusticos, ao mesmo tempo que proporciona melhor controle do equilíbrio químico da planta.

ap0028-oxygen2
Oxidação de licor negro (BLO)

O processo de oxidação do licor negro usa oxigênio para oxidar o sulfato de sódio em tiossulfato de sódio, aliviando os gargalos da caldeira de recuperação. O BLO pode ajudar a reduzir as perdas de enxofre que ocorrem durante a evaporação de efeito múltiplo e reduzir as emissões de odores em processos com evaporadores de contato direto.

ap0028-oxygen2
Enriquecimento de forno de cal

O enriquecimento de oxigênio no forno de cal é uma técnica comprovada para obter diversos benefícios para a produção de cal em uma fábrica de papel. Esses benefícios incluem: aumento de produção de até 20%, economia de combustível, menor necessidade de compensar o CaO, redução das emissões de compostos de enxofre (TRS) e maior flexibilidade operacional e estabilidade do forno. O aumento da velocidade do forno permite que mais cal seja recuperado e menos resíduos enviados para aterros. A economia do enriquecimento de forno de cal pode ter retornos rápidos.

ap0026-nitrogen2
Inertização e proteção

O nitrogênio tem diversos usos para inertização e proteção em fábricas de papel e celulose, incluindo tanques e tubulações, silos para fábricas com manuseio pneumático de cinzas e vagões de cloro.

ap0021-carbon-dioxide
Lavagem de celulose, manutenção de pH e tratamento de águas residuais

O dióxido de carbono (CO₂) pode ser usado para aumentar a produção na lavagem da celulose e reduzir a corrosão nas máquinas de papel, substituindo os ácidos para o controle do pH. No tratamento de águas residuais, CO₂ é usado para controle de pH e oxigênio é usado para controle de odores, bem como tratamento secundário de água, onde melhora significativamente o desempenho em relação aos processos de tratamento baseados em ar.