Gases para Ressonadores Laser

Linha Air Products de gases laser (ressonador) para corte e solda pode beneficiar muitas indústrias. Eles podem melhorar a qualidade, otimizar o desempenho e reduzir custos. Nosso Departamento de Aplicações com experiência mundial possui "know how" para proporcionar um fornecimento de gases laser (ressonador) para corte e solda e soluções tecnológicas para atender às suas exclusivas necessidades. A tabela a seguir possui informações mais detalhadas sobre nossa linha de gases laser (ressonador) para corte e solda. 

Informações para contato

Nome do produtoDescrição/benefíciosDownloads

Dióxido de Carbono

Os gases para ressonador a laser de CO2 geralmente consistem em mistura de hélio, nitrogênio e dióxido de carbono. O dióxido de carbono (CO2) é o gás ativo na geração da luz laser, isto é, radiação infravermelha. A radiação é criada por transições entre diferentes níveis de energia de vibração na molécula de dióxido de carbono. Desta forma, seria possível emitir um laser de CO2 utilizando apenas dióxido de carbono como gás de laser. No entanto, a fim de alcançar potências de laser muito elevadas que são necessárias para o corte e a soldagem a laser, é preciso adicionar nitrogênio e hélio ao gás de laser.

Os gases para ressonador a laser de CO2 geralmente consistem em mistura de hélio, nitrogênio e dióxido de carbono. O dióxido de carbono (CO2) é o gás ativo na geração da luz laser, isto é, radiação infravermelha. A radiação é criada por transições entre diferentes níveis de energia de vibração na molécula de dióxido de carbono. Desta forma, seria possível emitir um laser de CO2 utilizando apenas dióxido de carbono como gás de laser. No entanto, a fim de alcançar potências de laser muito elevadas que são necessárias para o corte e a soldagem a laser, é preciso adicionar nitrogênio e hélio ao gás de laser.

Hélio

Os gases para ressonador a laser de CO2 geralmente consistem em mistura de hélio, nitrogênio e dióxido de carbono. Há várias razões para a adição do hélio na mistura do gás para laser:
1. O hélio ajuda a remover moléculas de CO2 do nível de vibração mais baixo do laser, acelerando o processo para nova formação.
2. Ele tem uma condutividade térmica muito elevada. Ajuda a dissipar o calor da descarga elétrica.
O hélio é adicionado para atingir potências de laser muito altas.

Os gases para ressonador a laser de CO2 geralmente consistem em mistura de hélio, nitrogênio e dióxido de carbono. Há várias razões para a adição do hélio na mistura do gás para laser:
1. O hélio ajuda a remover moléculas de CO2 do nível de vibração mais baixo do laser, acelerando o processo para nova formação.
2. Ele tem uma condutividade térmica muito elevada. Ajuda a dissipar o calor da descarga elétrica.
O hélio é adicionado para atingir potências de laser muito altas.

Hélio BIP®

Impurezas na mistura de gás de laser podem diminuir o desempenho de um laser de CO2, diminuindo a potência de saída, tornando a descarga elétrica instável ou aumentando o consumo de gases de laser. A qualidade dos gases de laser não é apenas decidida pela pureza em si, mas pelo tipo e nível de impurezas contidos neles. Portanto, o uso de cilindros BIP é aconselhável para alcançar uma vida útil mais longa do seu ressonador.

Impurezas na mistura de gás de laser podem diminuir o desempenho de um laser de CO2, diminuindo a potência de saída, tornando a descarga elétrica instável ou aumentando o consumo de gases de laser. A qualidade dos gases de laser não é apenas decidida pela pureza em si, mas pelo tipo e nível de impurezas contidos neles. Portanto, o uso de cilindros BIP é aconselhável para alcançar uma vida útil mais longa do seu ressonador.

Nitrogênio

Os gases para ressonador a laser de CO2 geralmente consistem em mistura de hélio, nitrogênio e dióxido de carbono. Ao usar uma descarga elétrica, é muito fácil estimular uma molécula de nitrogênio até o seu primeiro nível de energia vibracional, que tem quase a mesma energia que o nível superior do laser do CO2. A energia vibracional é facilmente transferida do N2 para o CO2 por meio de colisões entre as duas moléculas. De modo geral, é muito mais fácil estimular o nível superior do laser do CO2 usando nitrogênio como um intermediário do que usar somente o CO2. O nitrogênio é adicionado para atingir potências de laser muito altas.

Os gases para ressonador a laser de CO2 geralmente consistem em mistura de hélio, nitrogênio e dióxido de carbono. Ao usar uma descarga elétrica, é muito fácil estimular uma molécula de nitrogênio até o seu primeiro nível de energia vibracional, que tem quase a mesma energia que o nível superior do laser do CO2. A energia vibracional é facilmente transferida do N2 para o CO2 por meio de colisões entre as duas moléculas. De modo geral, é muito mais fácil estimular o nível superior do laser do CO2 usando nitrogênio como um intermediário do que usar somente o CO2. O nitrogênio é adicionado para atingir potências de laser muito altas.

Nitrogênio BIP®

Impurezas na mistura de gás de laser podem diminuir o desempenho de um laser de CO2, diminuindo a potência de saída, tornando a descarga elétrica instável ou aumentando o consumo de gases de laser. A qualidade dos gases de laser não é apenas decidida pela pureza em si, mas pelo tipo e nível de impurezas contidos neles. Portanto, o uso de cilindros BIP é aconselhável para alcançar uma vida útil mais longa do seu ressonador.

Impurezas na mistura de gás de laser podem diminuir o desempenho de um laser de CO2, diminuindo a potência de saída, tornando a descarga elétrica instável ou aumentando o consumo de gases de laser. A qualidade dos gases de laser não é apenas decidida pela pureza em si, mas pelo tipo e nível de impurezas contidos neles. Portanto, o uso de cilindros BIP é aconselhável para alcançar uma vida útil mais longa do seu ressonador.

X

This site uses cookies to store information on your computer. Some are essential to make our site work; others help us to better understand our users. By using the site, you consent to the placement of these cookies. Read our Legal Notice to learn more.

Close